Solvalou – Modelo Artesanal na Escala 1/100

Bem amigos e amigas!

Mais uma página adicionada na seção de artesania do Peres, dessa vez é um artigo que foi muito divertido de escrever, pois mistura anos 80, nostalgia, video-game old school, MSX, NES, arqueologia, papelmodelismo, scratch, minhas memórias tudo num único pacote!!!

Apresento aqui o scratch da nave Solvalou do clássico e antológico jogo para fliperamas e N plataformas de video-game Xevious. Espero que gostem da leitura e do modelo…

 

Nieuport Buffet

Olá amigos e amigas!

Apesar do inverno estranho que tem feito no sul, com frio acima da média, chuva, muita chuva e vento, elementos motivadores para desenvolver o hobby, a produção não anda lá essas coisas, por uma série de fatores, acho que tem me faltado um pouco de motivação, e tempo também…

Porém nesse ultimo mês além do Caproni Ca 3, ainda na febre da I Guerra Mundial, preparei mais dois clássicos da aviação aliada (se bem que um deles está com uma “roupagem” esotérica). Os meus modelos do clássico scout da família Nieuport 17/24 são modelos projetados pelo genial Fabrício Prudenziatti, originalmente na escala 1/72, reduzi para a 1/100. Apesar de serem modelos relativamente simples e com poucas peças, exigem um certo jogo de cintura na sua montagem…

O primeiro Nieuport finalizado é um exemplar construido pela fábrica DUKWS em São Pesteburgo na Rússia em 1917, com as marcações do 19º grupo (observe o penante) do Serviço Aéreo do Exército Imperial Russo, o nome “Bob” é uma marca pessoal do piloto e é o diminutivo de Bóris…

Esta é uma versão estranha do Nieuport 24, com certeza uma das mais incomuns, trata-se do Korozawa Ko 3 (cópia do Nie 24 construído sob licença no Japão), nas cores da Força Aérea do Exército Imperial Japonês durante a primeira metade da década de 20.

Bem esses foram os fresquinhos da bancada, tenho outros projetos em andamento, com tempo vou mostrando aqui para vocês.

Um abraço e até a próxima…

Mais uma História Estranha: O SS Baychimo

Bem galera, mais uma reportagem, dessa vez sobre a insolita história do navio SS Baychimo, um dos mais famosos  navios fantasmas modernos, que foi abandonado em 1931, e ficou mais de 30 anos flutuando a deriva, onde todas as tentativas de salvamento falharam por conta da natureza ou outras razões. O mais curioso é que o Baychimo ainda pode estar flutuando no Alaska…

A matéria pode ser vista aqui, ou no menu correspondente “Manifestaria Paradoxos e Panfletagem.

Boa leitura povo!