Algumas Novidades na Bancada (algumas nem tão novas assim…)

Sempre me perguntam o que eu ando montando, então vamos dar uma revisada em cima do que está na bancada em montagem, ou aguardando a vez para uma retomada… 😉 Bem eis o que temos no cardápio :)

Kyushu J7W-1 “Shinden” – Beta teste para a Murphmodels, acredito que em breve devo terminar esse que é um dos mais curiosos aviões projetados durante a II Guerra Mundial.

10341520_10200907946499293_540162577037093022_n

Kyushu K11W1 “Shiragiku” – Modelo desenhado pelo meu amigo Ned Reif, bastante interessante, pois retrata um treinador japones da guerra raro de ser ver em escala, e por ter sido desenhado no Metasequoia, Pepakura, e finalizado no Inkscape

10389476_10200903523068710_6106765636495451069_n

Gloster Gladiator Mk II – Models by Marek (Repaint) – Outro que anda parado, mas espero em breve retomar é o Gloster Gladiator do Marek, eu o repintei no incomun esquema de três cores de camuflagem, usado efemeramente pela RAF em 1940, em um dos esquadrões da RAF que ainda  utilizavam o tipo durante a batalha da Inglaterra.

988457_10200743374065085_1700092330187231463_n

Aichi E11A1 “Laura” – Esse é novela, já se arrasta há alguns meses, mas espero terminar em breve, ando desmotivado em terminar a catapulta dele na 1/100 (a redução de um modelo da GPM na escala 1/33)

1185493_10200557312773669_1588771931_n

Consolidated P2Y Ranger –  Outro que em breve deve ser retomado, pois gosto muito desse avião, e o modelo é um semi scratch da minha autoria, como o B2M.

1558601_10200282571865318_427152353_n

Lord British – Fazia horas que não fazia nada na área do Sci-Fi, pois estou fazendo as quatro naves  do jogo de Playstation 1 Gradius Gaiden. A Jade Knight está feita já, e atualmente a Lord British está no meio do caminho. Em breve devo retomar.

1975132_10200683222801341_2410333428647707941_n

Outros modelos que encontram-se parados esperando a vez para serem finalizados (Mais de 50% do modelo concluso:

Ford Trimotor – Almirante Byrd – Fiddlers Green

Lioré et Olivier LeO-213 – Monseiur M

Tem várias outras coisas cortadas ou em vias de serem assuntos de bancada, mas tem pouca coisa para justificarem uma comunicação, vou deixar elas avançarem um pouco mais e aí sim posto aqui. 😉

Avro 707B na escala 1/100

Terminei mais um modelinho para a minha coleção 1/100 e mais uma adição para enriquecer a minha coleção de protótipos. Dessa vez é o Avro 707B, um pequeno avião de pesquisa desenhado pela Avro Aircraft para o Ministério dos Suprimentos inglês sob a especificação E15/48, este pequeno avião construído com componentes de outras aeronaves como o Vampire e o Gloster Meteor foi desenhada para pesquisar o vôo em delta e as características construtivas desse tipo de asa. Foram construídos cinco exemplares que foram usados para pesquisas específicas e treinamento com aeronaves com asas em delta até os anos 50. Muito da pesquisa com o modelo 707 foi utilizada mais tarde para o desenho do Avro Vulcan, um dos mais avançados bombardeiros a jato já construídos nos anos 50. Modelo desenhado por Aaron Murphy.

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Tamanho na 1/100…

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Comparação com o Hawker Hunter na mesma escala… (Desculpem pela qualidade da foto, muito ruim)

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

É uma montagem rápida e fácil, a única customização foi a adição de peso do nariz e o tubo pitot feito de papel cartão fininho.

Douglas B-18A e B-18C na escala 1/100

Bem amigos.

Mais um bombardeiro, tenho me centrado em tipos incomuns do entre-guerras, aves que dificilmente iremos ver montadas em kits sejam de plástico ou em qualquer outra mídia. O assunto da vez é o Douglas B-18 Bolo.

Zoom in (real dimensions: 800 x 533)Imagem

Zoom in (real dimensions: 800 x 445)Imagem

Em 1934 o USAAC (United States Army Air Corps) estabeleceu uma concorrência para substituir os seus Martin 139 e 166 (B-10 e B-12) na sua força de bombardeiros estratégicos, para essa concorrência os fabricantes apresentaram os seguintes modelos: O Douglas DB-1, Boeing 299 e o Martin 146. O Boeing 299 que era o protótipo da B-17 se espatifou no solo em um vôo de testes e o Martin 146 era um desenvolvimento do B-12, mas mantendo as características deste. Apesar do 299 ser promissor e com desempenho destacado, a concorrência acabou sendo ganha pelo Douglas DB-1 que era na verdade um derivado do famoso Douglas DC-2 utilizando motores ciclone, mantendo asas, trem de pouso e deriva do mesmo, mas com uma rombuda fuselagem que lhe conferiu o apelido de Bolo.

Imagem

Imagem

Imagem

O Exército encomendou 350 aparelhos das versões B-18, B-18A (com nariz pontiagudo) que foram utilizadas de 1936 à 1941 como bombardeiros médios. Com a entrada dos EUA na segunda guerra mundial, os Bolo foram adaptados para patrulha marítima e ASW, sendo o primeiro avião norte-americano a afundar um submarino alemão, sendo pioneiro na utilização de equipamentos MAD e radares de busca.

Imagem

Zoom in (real dimensions: 800 x 549)Imagem

Imagem

Além do USAAC a FAB utilizou três B-18 de diferentes versões para adestramento de pilotos e patrulhas ASW no litoral do norte e nordeste sendo que pelo menos um B-18 nas nossas cores afundou o submarino U-512. RCAF teve 20 aparelhos que também eram utilizados para ASW chamados de Digby que afundaram na costa norte da America do Norte pelo menos mais três submersíveis alemães.

Imagem

Zoom in (real dimensions: 784 x 600)Imagem

Zoom in (real dimensions: 800 x 533)Imagem

B-18A

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

B-18C

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Mais dois bombardeiros para a minha coleção 1/100 e mais dois para a minha coleção da USAAC/USAAF :)

Adição para a Minha Coleção de Aerobotes e Hidraviões na escala 1/100: Heinkel He-59

Bem amigos, , dessa vez uma avis rara empregada na Batalha da Inglaterra, trata-se do Heinkel He-59, hidroavião de pontões, utilizado pela Luftwaffe para SAR e reconhecimento.

Imagem

O He 59 surgiu de uma especificação de 1933 que a OKL fez a Heinkel para um bombardeiro-torpedeiro bimotor , mas que pudesse também ser utilizado para reconhecimento e patrulha marítima. A resposta surgiu num enorme biplano bimotor de três a quatro lugares que podia ser equipado com rodas e flutuadores. Começou a equipar a então secreta Luftwaffe ainda em 1934, sendo muito utilizado na Guerra Civil Espanhola pelos Nacionalistas, na função de patrulheiro marítimo. A versão com rodas para bombardeiro de queda livre não foi produzida em massa. Porém as versões B-1 e B-2 com flutuadores foram as que tiveram uma maior produção equipando a Luftwaffe até 1944 como aeronaves de treinamento e SAR depois de terem sido declaradas obsoletas.

Zoom in (real dimensions: 736 x 1024)Imagem

Imagem

Zoom in (real dimensions: 707 x 279)Imagem

Até 1941 a Luftwaffe carecia de um hidroavião oceânico, lacuna essa preenchida pelo Dornier 24, assim antes do surgimento desse modelo o He-59 foi utilizado durante a batalha da Grã Bretanha, como aeronave SAR, para resgatar os pilotos abatidos no canal da Mancha, dada a sua grande autonomia e estabilidade de vôo.

Imagem

Como tudo que os alemães faziam (e ainda fazem) eles eram extremamente metódicos e no ocidente na primeira parte da Guerra procuraram seguir a risca as convenções de Genebra (o que não fizeram na União Soviética, mas isso é outra história), pintando os He-59 em branco colocando grandes cruzes vermelhas e matriculas civis. Porém de fato eles eram também utilizados para reconhecimentos, o que fez com o que o Ministério do Ar Inglês os declarassem alvos a despeito das cruzes vermelhas e ao final de 1940 na fase final da Batalha da Inglaterra eles voltaram a usar as cores militares, por que o ardil já não funcionava. Como todos os bombardeiros e aviões de grande porte biplanos o He-59 era lento e vulnerável sendo facilmente abatido.

Imagem

O assunto do meu modelo é He-59D-2 D-ARYX, um dos mais famosos He-59 de resgate na Batalha da Inglaterra, sobrevivendo a um sem número de interceptações (mesmo sendo completamente desarmado) e tendo sido a aeronave que mais resgatou pilotos da Luftwaffe e da RAF (POWs).

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem

Zoom in (real dimensions: 1024 x 768)Imagem