Uma Ajuda ao Amigo Jeff Orcutt – A Little Help for my Friend Jeff Orcutt

Amigos e amigas.

Como nunca me canso de falar, uma das coisas mais legais do papelmodelismo, é a enorme comunidade internacional ao redor desse hobby. Ao longo de todos esses anos fiz muitos bons amigos. Então não custa dar uma divulgada nessa boa causa.

1826411_1411855761.0553

Jeff conhecido também como Hawkman67, habilidoso modder e repainter precisa de ajuda para que sua esposa faça um tratamento dentário de emergência. Se no Brasil esses procedimentos já são caríssimos, imagina nos EUA onde a saúde publica é minima.

Ela precisa de $ 2000,00 o seu seguro saúde paga apenas metade disso ao ano! Então ela e o amigo Jeff criaram um fundo coletivo de ajuda para ela juntar os $ 2000,00. Até o momento eles juntaram $ 340,00.

Por isso estou divulgando essa campanha aqui, para ajudar o meu amigo. As doações podem ser feitas aqui:

http://www.gofundme.com/c7b464

Guys and Gals

As I never tire of talking, one of the coolest things papermodelling is a huge international community around this hobby. Over all these years I made many good friends. So it costs give disclosed in this good cause.

1826411_1411855761.0553

Jeff aka Hawkman67, skilled modder and Repainter needs help for his wife to make a dental emergency. If these procedures in Brazil are already expensive, imagine the US where public health is minimal.

She needs $ 2000.00 your health insurance pays only half of that a year! Then she and the friend Jeff created a collective fund to help her pick up the $ 2,000.00. By the time they joined $ 340.00.

So I’m posting this campaign here to help my friend. Donations can be made here:

http://www.gofundme.com/c7b464

Novo Fórum de Modelismo – Coladores de Plástico

Amigos

Vou pedir licença para divulgar mais uma comunidade de modelismo virtual aqui no blog. A Coladores de Plástico. É um novo fórum de modelismo, com proposta muito parecida com o fórum do CCCP onde a noia do modelismo não importa tanto, e onde o importante de fato é a diversão e os vínculos de amizade.

Captura de tela de 2014-11-05 09:41:06

Fui convidado para moderar uma seção desse fórum, denominada “Outras Áreas” que apesar de como o nome diz, lidar com scratch, modelismo em madeira, em metal e ou outros materiais, é dominada pelo papercraft.

Captura de tela de 2014-11-05 09:39:02

Lembrando que este fórum tem as mais modernas ferramentas de programação ativas,  tendo versão para tablets e smartphones, além de ser 100% compatível com o aplicativo Android de gerenciamento de fóruns “Tapatalk”.

Captura de tela de 2014-11-05 09:42:35

Assim faço o convite para vocês também prestigiarem esse espaço, principalmente os papelmodelistas, pois é um espaço moderado por um papelmodelista.

Não sou de ficar divulgando fóruns aqui, até por que sou muito descrente com as comunidades virtuais de modelismo no Brasil, e conto nos dedos os espaços que participo. Mas como esse é pequeno, e tem uma galera com visões muito parecidas com o que penso sobre o modelismo de uma maneira geral, deixo o convite aqui também.

O endereço para acessar é:

http://www.coladoresdeplastico.com.br/forum/portal.php

 

Douglas TBD-1 Devastator – Thaipaperwork – 1/100

Acho que por enquanto, o meu surto da US Navy fica mais ou menos acalmado… :)

Douglas_TBD-1_VT-6_in_flight_c1938

Mais novo modelo adicionado a minha coleção US Navy na escala 1/100. Uma outra versão do famoso aerotorpedeiro da US Navy o Douglas TBD-1 Devastator, em cores de tempo de Guerra este TBD está nas cores do VT-6 baseado na Ilha de Wake em 1942 durante os movimentos da Batalha de Midway. O Devastator foi ao tempo da sua introdução (1936) o mais moderno avião naval do Mundo, porém foi rapidamente considerado obsoleto, pois era incapaz de sobreviver aos aviões de caça dos japoneses. Foi substituído na linha de frente pelo famoso Grumman TBF/TBM Avenger a partir de 1942. Modelo na escala 1/100 gratuito desenhado pelo designer Nobi da Thaipaperwork.

Um modelo diferente: Goodyear/ Zepellin ZRS-5 USS Macron 1/388 – Murphs Models

Um modelo diferente

Desta vez é o USS Macron, um dirigivel unico da US Navy, pois foi junto com o seu irmão, o USS Akron, os únicos porta-aviões aéreo da história. Esse grande barco aéreo carregava cinco caças Curtiss F9C Sparrowhawk, desenhados especialmente para operar com o Akron e o Macron.

800px-NH43901-enhanced

USS_Macon_at_Moffett_Field

A construção do ZRS 5 iniciou em 1933, até o surgimento do Hindenburg o Macron foi o maior dirigivel do Mundo. Usado pela Marinha Americana para escolta e reconhecimento, sua característica mais marcante era ter um hangar interno e um pod que era suspendido e usado para esconder o Macron sobre as nuvens e o pod ficava abaixo da linha dela.

USS_Macon_spy_basket_1934 N2Y-1_USS_Macon_hangar_NAN9-75 e_3_p24

O Macron foi perdido em 1935 durante uma tempestade na costa da California, por uma falha estrutural, os seus restos foram encontrados no fundo do mar em 1996 incrivelmente preservados.

http://www.mbari.org/news/news_releases … ruise.html

Dito isso, vamos a montagem…

Modelo Finalizado

Modelo disponível para compra na Murph’s Models.

Um Clássico em Papel – Vought F4U-1a Corsair 1/100 – Thaipaperwork

98025

O Vought F4U Corsair dispensa apresentações! É um dos mais míticos aviões de combate já produzidos na história da aviação naval, sendo o avião de combate à pistão que mais tempo ficou em produção nos EUA. A história do F4U começa no início dos anos 40, quando a Vought Aircraft procurou criar o mais potente avião de caça embarcado já produzido até então, com um potente motor Pratt & Whitney R2800 de 2000 Hp. O Corsair girava uma hélice Hamilton Standart de mais de 2M de diametro, a maior já utilizada em um caça monoposto até aquela época, por conta disso, os engenheiros da Vought criaram o layout de asa de gaivota caracteristico para manter o trem de pouso curto e ao mesmo tempo poder operar a gigantesca hélice, além de dar maior robustez ao avião. Na Marinha dos EUA muita gente achava que o F4U não poderia operar em porta-aviões, os Britânicos deram provas ao contrário que o Corsair era excelente e podia atuar mesmo em CAM’s e pequenos Porta-Aviões de escolta. Inicialmente a Marinha dos EUA usou este incrível caça contra os aviação japonesa em campos de terra no pacífico. Porém após 1942 com a introdução da Classe Essex os Corsair foram elemento permanente nas esquadrilhas baseadas em porta aviões atuando como caças-bombardeiro. Ficou longos anos em uso após a II Guerra, tendo destaque na Guerra da Coréia , na intervenção franco-britânica no Suez em 1956 e na infame Guerra do Futebol entre Honduras e El Salvador, onde ambos os paises em plenos 60’s ainda usavam Corsair e os empregaram no conflito. Meu modelo representa um F4U-1A um dos mais famosos que pertenceu ao ás do USMC o Major Greg Boyington comandante da VMF-214 em ação nas Ilhas Salomão contra a Aviação Naval Japonesa em 1943. Excelente modelo gratuito da Thaipaperwork.

Curtiss SOC -3 Seagull com a Catapulta – 1/100 – Thaipaperwork + Scratch

Curtiss_SOC-1_zps91dc374d

A minha mais recente adição a coleção é um avião bem interessante, trata-se de um Scout da US Navy, o Curtiss SOC-3 Seagull. Desenvolvido nos anos 30 para substituir o Vought O2U/SU Corsair nos cruzadores e couraçados da Marinha dos EUA, o Seagull tinha como principal caracteristica o intercambio entre trem de pouso com rodas e flutuadores. Foi usado da metade da década de 30 até o fim da II Guerra Mundial, apesar do surgimento de outros hidroaviões mais modernos como o SO3C, o Vought OS2U Kingfisher e o Curtiss SC-1. Era amado por seus pilotos por ter boas características de vôo, os SOC-3 foram usados como escolta de navios de batalha, correção de artilharia, reconhecimento aerofotográfico, COD, MEDEVAC, ASW, SAR. O meu modelo na 1/100 foi desenhado pelo designer Nobi da Thaipaperwork, a catapulta de deck P IV é um scratchbuilding meu.

Fotos de Preparação do Modelo e da Catapulta

Fotos da Catapulta

IMG_2915_zpsc230683b 10649583_10201368620935866_1201910639612633348_n_zpsf2850858

Modelo Finalizado

Modelo Completo com a Catapulta P IV

Martin T4M1 (With Floats) – Scissors and Planes 1/100

Continuando com a exposição das montagens do mẽs passado.

Dessa vez um clássico dos anos de 1930. O “Caminhão de torpedos” Martin T4M. Um grande biplano de três lugares produzido pela Martin Aircraft. Apesar de convencional, era um avião muito apreciado por seus pilotos pela estabilidade. O avião em, particular representa uma das aeronaves de reconhecimento do USS Heron (AVP-2), um pequeno tender de hidroaviões em operações no pacífico na primeira metade da década de 30. Antes do advento do radar, a maneira que os navios de guerra tinham alcance era através da observação por aviões carregados por eles, ou então por navios especializados em carregar essas aeronaves conhecidos como tenders.

110201011

O modelo é do editor Scissor and Planes, se eu contar que o autor desenha o seu modelo com uma macro no Excel que calcula as áreas desdobradas de uma planta de avião e desenha usando as ferramentas vetoriais do World, é capaz de não acreditarem. Esses modelos do autor são na escala 1/100, mas tem desenho simples para serem montados rapidamente, o que não foi o meu caso pois fiz uma série de customizações no modelo.

IMG_3097 IMG_3084 IMG_3095 IMG_3094

Lockheed U-2C Dragon Lady – Murph’s Models na escala 1/100

Bem amigos, atualizando as nossas montagens. Vamos com mais um assunto.

lockheed-u2-274

Mais um modelo adicionado a minha coleção da USAF na escala 1/100, dessa vez é o mítico avião de reconhecimento furtivo, o Lockheed U-2. Esse avião foi desenvolvido inicialmente como uma plataforma especializada de reconhecimento ótico para qualquer tempo. Projetada nos anos 50, para voar acima de 70000 pés (21000M) o U-2, conhecido também como Lady Dragon era imune aos aviões de caça e armas anti-aéreas daquela época, sendo que fez muitos vôos durante a Guerra Fria sobre os países do pacto de Varsóvia e outros satélites da URSS. Desenhado pelo genial Kelly Johnson, com a tecnologia da época, Kelly desenhou um enorme planador motorizado, baseado na fuselagem do F-104, porém para economizar combustível e ter uma assinatura furtiva o piloto literalmente desligava durante a maior tempo o motor, religando na janela de escape. As máquinas fotográficas de reconhecimento do U-2 eram tão especiais que tinham uma resolução capaz de enxergar uma bola de golfe a 18.000M de altitude. Até a década de 60 a CIA operava um programa secreto de espionagem aérea, que foi interrompido em 1962 com a derrubada do U-2 operado por Gary Powers sobre o território soviético. Foi um momento de esquenta da Guerra Fria junto com a crise dos Mísseis que o U-2 teve papel fundamental. Após isso a CIA, NSO e a USAF continuaram (e continuam) usando o U-2 e suas variantes como o TR-1 até os dias de hoje. Modelo da Murph’s Models.

Versão da CIA (exatamente o avião de Gary Powers)

Versão da USAF (parecido com o avião perdido sobre Cuba durante a crise do mísseis em 1962)

10502076_10201641382714740_1648436074759327529_n 10411295_10201641382514735_3569192040443638827_n 10419609_10201641381514710_1673777129448288314_n 16409_10201641381234703_6391855407570815061_n 10689975_10201641381274704_8834801454486687011_n