Hawker Fury Mk II Royal Yugoslavian Air Force – 1941 – Matchbox

Modelo:

Hawker Fury Mk I – Edição Matchbox – Número de Catálogo: PK 1 – Atualmente fora de catálogo.

Alternativa de aquisição: Hawker Fury Mk I – Edição Revell Germany – Numero de Catálogo: 80-4693

Tipo: Poliestireno Injetado

Número de peças: 30

Escala: 1/72

Montagem: Conversão para Fury Mk II

Sucatas: Pernas do Gloster Gladiator

Aftermarket: Decais para Aviões da Real Força Aérea Iugoslava 1941 – AV Usk  Ítem: ? – Fora de Catálogo

Observações: Para obter a conversão do Fury para Mk II, foram utilizadas as pernas do Gloster Gladiator da Matchbox, e foi feito um novo radiador em poliestireno aquecido com um molde macho em madeira balsa método “empurroform”. Os cabos de vôo e pouso foram feitos com nylon elástico (elastrico). O cockpit foi amplamente melhorado ao método “old school”, com pedaços de plástico e outras pequenas sucatas.

Pintura: Exclusivamente feitas com enamels Humbrol e Revell.

Histórico da Aeronave:

O Fury é um avião clássico dos anos de 1930. Este elegante biplano foi desenhado pelo genial Sir Sidney Camm em torno do motor Rolls Royce Krestel ( o mesmo propulsor da família Hawker Hart/Hind) para a especificação F20/27 do Ministério do Ar Inglês, que solicitava um caça que substituísse os tipos em operação na RAF, no caso os AW Siskin, Gloster Gamecock, e Woodcock. A especificação previa que o novo avião deveria ser altamente manobrável e ser mais rápido que os seus predecessores.

O Fury foi o primeiro avião de caça inglês a ultrapassar os 300Km/h, e foi ao tempo da sua introdução, o principal linha de defesa da Inglaterra, foram produzidos um pouco mais de 250 unidades, muito por conta da grande depressão econômica de 1930, que ceifou os gastos da RAF na aquisição de novas aeronaves.

Ao tempo da II Guerra Mundial (1939-1945) o Fury já estava relegado a funções de treinamento, tendo sido substituido por outros tipos como o Gloster Gladiator e o Hawker Hurricane, um desenvolvimento monoplano do próprio Fury.

Diversos aparelhos foram exportados em pequenas quantidades para a Africa do Sul, Portugal, Espanha, Noruega, Afeganistão e Pérsia sendo neste dois ultimos casos, máquinas com motores radiais, completamente diferentes dos Fury tradicionais. Um segundo desenvolvimento do Fury, o Ninrod desenhado para operar em porta-aviões com a FAA, também foi produzido e igualmente exportado, no caso para a Dinamarca.

Apesar de na Inglaterra, o Fury não ter sido usado em combate, na Iugoslávia as 40 unidades produzidas localmente deram combate a Luftwaffe e a RA em 1941, quando da invasão deste país na Operação Marita em 1941. Altamente manobráveis, porém mal armados e pouco potentes, não puderam fazer muita coisa contra os alemães. Ainda assim derrubaram alguns Me-109 e 110 e diversos bombardeiros Do-17 e He-111 entre outros tipos. Quando da rendição da Real Força Aérea Iugoslava, maioria foi destruida pelas próprias tripulações no solo, com exceção de algumas poucas unidades capturadas pelos Italianos, que posteriormente foram levadas para a Itália e testadas por lá.

Ficha Técnica:

General characteristics

  • Crew: One
  • Length: 26 ft 9 in (8.15 m)
  • Wingspan: 30 ft 0 in (9.14 m)
  • Height: 10 ft 2 in (3.10 m)
  • Wing area: 250 ft² (23.2 m²)
  • Empty weight: 2,734 lb (1,240 kg)
  • Loaded weight: 3,609 lb (1,637 kg)
  • Powerplant: 1 × Rolls-Royce Kestrel IV V12 engine, 640 hp (477 kW)

Performance

  • Maximum speed: 223 mph at 16,500 ft (360 km/h at 5,030 m)
  • Range: 270 mi (435 km)
  • Service ceiling: 29,500 ft (8,990 m)
  • Rate of climb: 2,600 ft/min (13.2 m/s)
  • Wing loading: 14.4 lb/ft² (21.5 kg/m²)
  • Power/mass: 0.177 hp/lb (0.291kW/kg)

Armament

  • Guns: 2 × 0.303 in (7.7 mm) Vickers Mk IV machine guns
  • Provision for light bomb racks under the wings

Três Vistas: (Fury Mk I)

Profiles:

Fotos do Modelo Finalizado:

Considerações Finais:

Um belo modelo, que merece várias montagens das diferentes versões do Fury, como o kit está em catálogo, em breve deverão aparecer outras versões dessa aeronave aqui no Blog. A conversão é simples de ser feita e o resultado final, é bastante agradável.

Literatura:

Hawker Fury & Ninrod  – Mushroom Magazine  2007 –  ISBN  978 83 89450 41 8

Links de Referência:

http://en.wikipedia.org/wiki/Hawker_Fury

http://www.historicaircraftcollection.ltd.uk/fury/

http://surfcity.kund.dalnet.se/fury_yugoslavia.htm

http://modelingmadness.com/reviews/preww2/gb/bakerfury.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>