Retrospectiva Modelista 2014

Bem amigos e amigas, mais um ano que se vai e mais uma vez é tempo de nossa Retrospectiva modelista, que esse ano teve recorde de montagens!

Para acessar a página clique AQUI.

Ou então vá na aba no Taller que é sem erro.

Um feliz 2015!

CANT Z1018 Leone – Murph’s Models – 1/100

z1018-6

Bem amigos. Mais um modelo finalizado, o 39º desse ano na escala 1/100. Dessa vez é um bombardeiro médio da Regia Aeronautica (A força aérea da Itália Fascista, durante a II Guerra Mundial). Esse bichinho esquisito é um desenho do genial Fillipo Zappata, designer chefe da CANT. O CANT Z1018 Leone foi projetado para um requerimento de 1939, queprevia um bombardeiro médio/aerotorpedeiro que pudesse substituir vários tipos semi-obseletos que os italianos tinham em operação como o Savoia – Marchetti SM-79 e o FIAT BR-20. No entanto o Leone teve muitos problemas de desenvolvimento, muito em parte por conta da indecisão em relação a sua função e em parte por que a Italia se rendeu em 1943 e até esse período foram produzidos apenas 32 unidades experimentais ou de pré-série. O Leone I como mostrado aqui tinha estrutura de madeira, e uma série de características modernas como tanques de combustível autoselantes, extintores de incêndio automáticos, torretas Breda-SAFAT operadas eletronicamente, motores Piaggio P XII com hélices de passo variável. Apesar de promissor o programa foi um completo fracasso e o Z1018 nunca foi usado em combate.

b14b0e7585d3c14de0941dd95cdd4996

Fotos do Modelo Finalizado:

Novo modelo finalizado CANT Z501 Gabianno na 1/100

Bem amigos!
Finalizado há un dez dias atrás! Com este modelo cheguei a marca de 140 modelos montados na 1/100. O assunto da vez é o gracioso hidroavião de casco (aerobote) CANT Z501 Gabbiano, desenhada para a Regia Aeronáutica em 1934 pelo genial engenheiro aeronáutico Filippo Zapata, o Z501 era dono um belo e legante design art deco, com uma asa em parasol fixada por montantes de braçeamento, com uma nacele do motor algongada para acomodar um engenheiro de vôo que servia como artilheiro. O Gabbiano (Gaivota), tinha um grande motor em linha V12 Isotta-Fraschini Asso IX.RC de 880 HP resfriado à liquido, com um grande radiador anular. O Gabbiano foi na segunda metade dos anos 30 um grande recordista de vôo, fazendo em 1934 o maior recorde de distância em 1935 o maior alcance de vôo para um hidro-avião. Após disso com muitas modificações e reforços foi posto em serviço para operações SAR e combate anti-submarino. Em 1939 foi o principal hidroavião dos italianos ao iniciar-se a II Guerra Mundial, armado com três metralhadoras Breda-SAFAT de 7,7mm e uma carga máxima de 250 Kg de torpedos ou bombas. No entanto apesar de boas características de vôo, para combate naval era totalmente inadequado com pequena carga bélica e extremamente vulnerável ao ataque de caças, além da produção do tempo de guerra ser de qualidade inferior, pois o casco feito de madeira, muitas vezes quebrava no pouso/amerrisagem. Modelo da Murph’s Models com ligeiras customizações que inclui as metralhadoras, antenas de rádio, rigging e os dois torpedos Fiume…

Feitura do Modelo

Modelo Finalizado