Retrospectiva Modelista 2014

Bem amigos e amigas, mais um ano que se vai e mais uma vez é tempo de nossa Retrospectiva modelista, que esse ano teve recorde de montagens!

Para acessar a página clique AQUI.

Ou então vá na aba no Taller que é sem erro.

Um feliz 2015!

Douglas TBD-1 Devastator – Thaipaperwork – 1/100

Acho que por enquanto, o meu surto da US Navy fica mais ou menos acalmado… :)

Douglas_TBD-1_VT-6_in_flight_c1938

Mais novo modelo adicionado a minha coleção US Navy na escala 1/100. Uma outra versão do famoso aerotorpedeiro da US Navy o Douglas TBD-1 Devastator, em cores de tempo de Guerra este TBD está nas cores do VT-6 baseado na Ilha de Wake em 1942 durante os movimentos da Batalha de Midway. O Devastator foi ao tempo da sua introdução (1936) o mais moderno avião naval do Mundo, porém foi rapidamente considerado obsoleto, pois era incapaz de sobreviver aos aviões de caça dos japoneses. Foi substituído na linha de frente pelo famoso Grumman TBF/TBM Avenger a partir de 1942. Modelo na escala 1/100 gratuito desenhado pelo designer Nobi da Thaipaperwork.

Um Clássico em Papel – Vought F4U-1a Corsair 1/100 – Thaipaperwork

98025

O Vought F4U Corsair dispensa apresentações! É um dos mais míticos aviões de combate já produzidos na história da aviação naval, sendo o avião de combate à pistão que mais tempo ficou em produção nos EUA. A história do F4U começa no início dos anos 40, quando a Vought Aircraft procurou criar o mais potente avião de caça embarcado já produzido até então, com um potente motor Pratt & Whitney R2800 de 2000 Hp. O Corsair girava uma hélice Hamilton Standart de mais de 2M de diametro, a maior já utilizada em um caça monoposto até aquela época, por conta disso, os engenheiros da Vought criaram o layout de asa de gaivota caracteristico para manter o trem de pouso curto e ao mesmo tempo poder operar a gigantesca hélice, além de dar maior robustez ao avião. Na Marinha dos EUA muita gente achava que o F4U não poderia operar em porta-aviões, os Britânicos deram provas ao contrário que o Corsair era excelente e podia atuar mesmo em CAM’s e pequenos Porta-Aviões de escolta. Inicialmente a Marinha dos EUA usou este incrível caça contra os aviação japonesa em campos de terra no pacífico. Porém após 1942 com a introdução da Classe Essex os Corsair foram elemento permanente nas esquadrilhas baseadas em porta aviões atuando como caças-bombardeiro. Ficou longos anos em uso após a II Guerra, tendo destaque na Guerra da Coréia , na intervenção franco-britânica no Suez em 1956 e na infame Guerra do Futebol entre Honduras e El Salvador, onde ambos os paises em plenos 60’s ainda usavam Corsair e os empregaram no conflito. Meu modelo representa um F4U-1A um dos mais famosos que pertenceu ao ás do USMC o Major Greg Boyington comandante da VMF-214 em ação nas Ilhas Salomão contra a Aviação Naval Japonesa em 1943. Excelente modelo gratuito da Thaipaperwork.

Curtiss SOC -3 Seagull com a Catapulta – 1/100 – Thaipaperwork + Scratch

Curtiss_SOC-1_zps91dc374d

A minha mais recente adição a coleção é um avião bem interessante, trata-se de um Scout da US Navy, o Curtiss SOC-3 Seagull. Desenvolvido nos anos 30 para substituir o Vought O2U/SU Corsair nos cruzadores e couraçados da Marinha dos EUA, o Seagull tinha como principal caracteristica o intercambio entre trem de pouso com rodas e flutuadores. Foi usado da metade da década de 30 até o fim da II Guerra Mundial, apesar do surgimento de outros hidroaviões mais modernos como o SO3C, o Vought OS2U Kingfisher e o Curtiss SC-1. Era amado por seus pilotos por ter boas características de vôo, os SOC-3 foram usados como escolta de navios de batalha, correção de artilharia, reconhecimento aerofotográfico, COD, MEDEVAC, ASW, SAR. O meu modelo na 1/100 foi desenhado pelo designer Nobi da Thaipaperwork, a catapulta de deck P IV é um scratchbuilding meu.

Fotos de Preparação do Modelo e da Catapulta

Fotos da Catapulta

IMG_2915_zpsc230683b 10649583_10201368620935866_1201910639612633348_n_zpsf2850858

Modelo Finalizado

Modelo Completo com a Catapulta P IV

Mikoyan Gurevich MiG-17 – Força Aérea de Angola 1/100 – Der Kampffleiger

mig_17_4

O Mikoyan Gurevich MiG-17 (Codinome da OTAN: Fresco, Designação do DoD: Type 38) começou a ser desenvolvido em 1949 como uma versão avançada do MiG-15, no entanto a experiência real de combate na Guerra da Coreia fez com que o OKB MiG desenvolvesse na verdade um novo avião, incorporando novas características que compensavam os problemas do MiG-15, notadamente a tendência a entrar em parafusos acima de certa velocidade (próxima a MACH 0,92) em mergulho, e flutuações e derivações com o disparo das armas, que se mantiveram as mesmas. Entrando em produção a partir de 1952 o “Fresco” ficou pouco tempo em serviço na URSS, logo suplementado por aviões de projeto Mach 2, mas ficou longos anos em serviço em países do Pacto de Varsóvia, ou amigos da URSS, teve uma gigantesca produção na China, conhecido como Shenyang J 5 e na Polônia como LIM-5/6. Foi usado por longos anos no chamado “Terceiro Mundo”, pois era uma aeronave subsônica de alto desempenho, com simples manutenção e muito resistente. Com longa folha de serviços em combate, sendo o seu debut na longa crise com a China em 1958, tendo sido usado também no Vietnan, nas Guerras Arábes-Israelenses nos anos 60 e até mesmo no Conflito do Afeganistão nos anos 80. Bem pilotado era um adversário formidável, tanto que as nações ocidentais tinham poucos caças da sua categoria (notadamente as versões avançadas do F-86 e F-84 o Super Mystere e o Hawker Hunter), mas de longe com a resistencia e a praticidade da máquina soviética. O MiG-17 representado aqui é um exemplar exótico, pois pertence a Força Aérea Popular de Angola/Defesa Aérea e Antiaérea (FAPA/DAA) nos anos 70. Modelo desenhado por Roman Vasyliev, que tive o prazer de testar. Estás disponível para download no fórum Papermodelers e na Ecardmodels gratuitamente.

Fotos do Modelo Montado:

Novo Modelo Finalizado – Grumman TBF-1C Avenger

Ola a todos e todas!

Eis o meu último modelo adicionado à coleção, trata-se do clássico da II Guerra Mundial,  Grumman TBF-1C Avenger.

9247bc54e2f55f26658694679afad1ef O grande torpedeiro da marinha americana Grumman TBF-1C Avenger, desenvolvido pela famosa Grumman Aircraft, essa aeronave substituiu a partir de 1942 os Douglas TBD-1 Devastator e foi uma das aeronaves vencedoras da II Guerra Mundial, sendo utilizada tanto na batalha do Atlântico contra a força de submarinos da Kriegsmarine, quanto contra a Marinha Imperial Japonesa, foi a aeronave do presidente George Bush (pai) que era piloto de TBM, e foi esse com esse tipo de aeronave que o fatídico vôo FT-28 desapareceu no misterioso Triângulo das Bermudas, quando uma esquadrilha inteira deles sumiu. Após a Guerra um sem número de nações usaram o Avenger para guerra ASW, AEW, COD. A AN-MB (Aviação Naval da Marinha do Brasil) teve alguns exemplares desse grande avião em todos os sentidos que operaram brevemente no NAeL Minas Gerais. O modelo está com asas dobradas o que é comum em aeronaves navais para estocagem e hangaragem. Beta model do designer Nobi na escala 1/100.

Aspectos da Montagem

Modelo Finalizado

Até a próxima pessoal! 😉

Ahhh lembrando, que esse modelo pode ser baixado gratuitamente na Thaipaperwork Store, clique aqui.

Grumman F8F Bearcat – Thaipaperwork na escala 1/100.

Mais um modelo da profícua série na escala 1/100 do design Nobi da Thaipaperwork, finalizado. Dessa vez é o clássico Grumman F8F Bearcat.

_BEL1053 F8F-2P NX747NF BuNo 122614 left side taxiing lO Grumman F8F Bearcat, dispensa apresentações é um warbird clássico, foi desenvolvido ainda durante a II guerra mundial, englobando as experiências de combate da US Navy e da Grumman com a fabricação do Hellcat. Infelizmente o Bearcat chegou tarde demais para lutar com a Marinha Americana contra os japoneses e ficou pouco tempo em serviço no pós guerra por conta do advento dos aviões a jato. No entanto foi exportado para a França, Thailandia e Vietnan, sendo que com o primeiro teve operacionalidade de combate na Indochina. O modelo do Nobi, Thaipaperwork representa um F8F do 2º esquadrão de caças bombardeiros da Real Força Aérea da Thilandia nos anos 50. Modelo na escala 1/100.

Aspectos da Preparação do Modelo:

Modelo Finalizado:

Lembrando que em breve ele estará disponível para download na Thaipaperwork.

Até a próxima 😉

Yakovlev Yak-1M na escala 1/100, mais um Thaipaperwork

Dando continuidade ao nosso estudo de construção da pequena série 1/100 que o Nobi anda desenhando, o modelo da vez é o famoso (e pequeno) caça russo Yakovlev Yak-1M.

yak01b2Aleksander S. Yakovlev, foi um dos principais projetistas de aviões na União Soviética durante os anos de 1930 e 1940, sendo que um dos seus principais projetos foi a família de caças Yak1/3/9 e seus derivados. Que data de 1939. Este pequeno e simples avião, foi uma das principais armas da VVS contra o invasor alemão durante a II Guerra Mundial e foi desenvolvido em um grande número de variantes, algumas notadamente excepcionais para combate aéreo como o Yak-3, outras com pesado armamento anti-tanque como o Yak-9T, algumas subvariantes eram construídas em madeira outras com sistemas sofisticados. Digno de nota que um dos primeiros caças soviéticos a jato o Yak-15 é um desenvolvimento do Yak-3, mas isso é outra história. Esta maquete representa um Yakovlev Yak-1M “branco 13″ do regimento “Varsóvia” da Força Aérea Polonesa livre na URSS.

Aspectos da Construção

Modelo Finalizado

Até a próxima montagem… 😉  Ah lembrando que, esse modelo está disponível gratuitamente para download na Thaipaperwork.

Mais uma adição bacana a minha coleção: DH-100 Vampire Mk I na escala 1/100

Novamente construindo um modelo da nova série de “minimodels” do Tahipaperwork. obi nos presenteou com um clássico da aviação militar, o De Haviland DH 100 Vampire. Um dos primeiros caças a jato operacionais do Mundo.

1219789

Desenvolvido para a II Guerra Mundial em 1943, o DH-100 chegou tarde demais para poder influenciar nos rumos da guerra. Mas foi um dos principais caças britânicos a jato, sendo exportado para inúmeras nações nos anos 40 e 50. Os pontos fortes do Vampire eram uma manutenção simples, com sistemas e características de vôo semelhantes aos dos caças à pistão, e uma estrutra geral muito resistente. De fato o Vampire como avião de combate teve uma vida muito longeva, sendo que os últimos servindo como caças ou caças-bombardeiro foram utilizados pela República Dominicana e pela Rodésia nos anos 80.

O meu modelo representa uma máquina da RAF na sua versão inicial o Mk I de uma unidade estacionada na Alemanha ocupada em 1949.

Aspectos da Construção

Modelo Finalizado

Bueno. Até a próxima. Ah lembrando que, esse modelo está disponível gratuitamente para download na Thaipaperwork.

Grumman F6F-5 Hellcat – Thaipaperwork – 1/100

O Hellcat dispensa comentários e apresentações! O F6F-5 foi  um dos principais caças navais americanos da II Guerra Mundial, amplamente utilizado durante a guerra do Pacífico contra os japoneses. Este modelo representa um dos Hellcats pilotado pelo ás da Marinha Americana David McCampbell,  o “Minsi II”.

mccampbell

Mc Campbell foi o principal piloto da esquadrilha VF-15 baseada no porta-aviões USS Bon Home Richard. Terminando a guerra com 34 vitórias contra a aviação japonesa, sendo agraciado com a Medalha de Honra do Congresso, a mais alta condecoração militar norte americana. Modelo Thaipaperwork nativo na 1/100 e a minha mais recente adição a coleção US Navy.

O Hellcat é mais uma das adições do Nobi  sua coleção na escala 1/100, é um modelo apesar do tamanho bem simples de ser construído, e que fica muito simpático quando finalizado. O modelo é gratuíto e pode ser baixado aqui.