Martin T4M1 (With Floats) – Scissors and Planes 1/100

Continuando com a exposição das montagens do mẽs passado.

Dessa vez um clássico dos anos de 1930. O “Caminhão de torpedos” Martin T4M. Um grande biplano de três lugares produzido pela Martin Aircraft. Apesar de convencional, era um avião muito apreciado por seus pilotos pela estabilidade. O avião em, particular representa uma das aeronaves de reconhecimento do USS Heron (AVP-2), um pequeno tender de hidroaviões em operações no pacífico na primeira metade da década de 30. Antes do advento do radar, a maneira que os navios de guerra tinham alcance era através da observação por aviões carregados por eles, ou então por navios especializados em carregar essas aeronaves conhecidos como tenders.

110201011

O modelo é do editor Scissor and Planes, se eu contar que o autor desenha o seu modelo com uma macro no Excel que calcula as áreas desdobradas de uma planta de avião e desenha usando as ferramentas vetoriais do World, é capaz de não acreditarem. Esses modelos do autor são na escala 1/100, mas tem desenho simples para serem montados rapidamente, o que não foi o meu caso pois fiz uma série de customizações no modelo.

IMG_3097 IMG_3084 IMG_3095 IMG_3094

Os Meus 100 Modelos 1/100 – Dia 13 – Martin P4M1Q Mercator

Os Modelos da Minha Coleção – Dia 13 –

Martin P4M1Q Mercator

O Martin P4M é um dos mais obscuros tipos operados pela US Navy no primeiro estágio da Guerra Fria. Projetado nos estágios finais da II Guerra Mundial, o Model 219 deveria substituir os Consolidated Privatter. O design bimotor além de grande e pesadamente armado, utilizada propulsão híbrida, com turbo hélices e motores radiais. O desenvolvimento do P2V Neptune (mais barato, simples e eficiente), e a rápida evolução dos caças a jato, aliado ao fim da II Guerra Mundial fizeram com que a produção do P4M fosse muito pequena (19 exemplares), todos eles foram baseados em uma base da Marinha Americana no Marrocos Francês, no início dos anos 50 originalmente na função de caça-minas. Posteriormente estes aviões foram transformados para o perfil de guerra-eletronica na função SIGINT sendo transformados em P4M-1Q, com 16 tripulantes e operando no “front” da Guerra Fria: as fronteiras orientais e ao norte do Império Soviético, China e Coréia do Norte, em várias ocasiões de 1955 a 1960, operando em missões secretas os esquadrões VQ-21 e VP-2 travaram combate contra caças MiG-15 e 17 de Soviéticos, Chineses e Norte-Coreanos, “esquentando” a guerra fria. Em apenas uma ocasião um P4M foi derrubado (em cima de Shangai), nas outras as aeronaves sairam severamente avariadas, caindo por falta de combustível ou danos severos. Uma característica interessante desse avião é que a sua função turbo-hélice podia ser usada como um booster de fuga, porém isso queimava o combustível inteiro do avião.

Os Meus 100 Modelos 1/100 – Dia 12 – Martin 139WAN

Os Modelos da Minha Coleção – Dia 12 –

Martin 139WAN

Durante os anos de 1930 a tecnologia aeronáutica progrediu rapidamente, surgindo como nos sabemos os monoplanos de revestimento metálico e cantilever com trem de pouso retrátil. Curiosamente essa nova tecnologia foi empregada inicialmente na aviação comercial e nos bombardeiros, para depois ser utilizada em desenhos de avião de caça. Um dos primeiros bombardeiros a utilizar essa moderna tecnologia foi o Martin B-10 encomendado pelo USAAC em 1932 e tendo entrado em serviço em 1935, ao tempo da sua introdução era um dos mais modernos bombardeiros táticos do Mundo, muito mais rápido que diversos caças biplanos contempôraneos. O B-10 ficou em serviço nos EUA até 1941, embora não tenha sido utilizado em combate pelas cores do USAAC.
O desempenho do B-10 chamou a atenção do mercado mundial, sendo que vários foram exportados para Argentina, China, Holanda, Turquia e Tailandia. As máquinas chinesas foram usadas em combate contra os japoneses, assim como as Holandesas, e as máquinas tailandesas foram usadas contra os Franceses de Vichy. Essas versões eram conhecidas como Martin 139W. A Marinha Argentina adquiriu em 1936 um lote de Aeronaves Martin 139 WAN (World – Argentine Navy) (Equivalentes ao B-10A norte-americano), no total de 36 aparelhos, que foram utilizadas de 1937 até 1950 como aeronaves de patrulha/bombardeiro e de transporte especial/ligação, foram operadas princiaplmente na defesa dos interesses da Argentina no extremo sul do País, e numa demonstração de poder contra o vizinho Chile, com quem nutria uma guerra fria desde os tempos da Independência…

Dossiê Martin 139WAN Escala 1/100 -Fiddlers Green / Pericles Studio Repaint

Bem meus amigos, cá estamos finalizando o ciclo de montagens das férias inserindo mais um modelo, desta vez uma das curiosas versões de exportação do Martin B-10, o Martin 139WAN, nas cores da Armada Argentina em 1939.

Como sempre os links para apreciação de voces:

Guia de Montagem:

http://www.clubedocanhao.com.br/blogs/blogdopericles/?page_id=3637

Galeria Build In:

http://www.clubedocanhao.com.br/blogs/blogdopericles/?p=3480

Galeria do modelo finalizado:

http://www.clubedocanhao.com.br/blogs/blogdopericles/?p=3524

Lembrando que esse é um modelo que eu fiz o repaint e este é autorizado, em breve (no dia 16 de março) ele estará disponível no folder do B-10 no editor Fiddlers Green.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Galeria Martin RB-57 1/100 scale

Bem amigos  aqui a galeria de mais um modelo finalizado: O Martin RB-57, reconhecedor de grande altura desenvolvido a partir do bombardeiro tático B-57, a versão demonstrada aqui é a variante F o último desenvolvimento dessa notória familia de reconhecedores. O B-57 foi usado por mais de 30 anos na USAF sendo que as variantes RB participaram de vários episódios quentes da Guerra Fria. O modelo foi desenhado por Aaron Murphy e está a venda na Ecardmodels. Vocês encontram diários de montagem no Clube do Canhão e no Papermodelers.com

Galeria Build In – Martin RB-57 Camberra 1/100

Bem pessoal, mais uma galeria de montagem aqui no nosso blog, dessa vez o modelo é o belo Martin RB-57 da USAF, usado para reconhecimento estratégico e metereológico pela USAF nos anos 60 e 70. Um modelo extremamente interessante, que chama a atenção quando finalizado…