Algumas Novidades na Bancada (algumas nem tão novas assim…)

Sempre me perguntam o que eu ando montando, então vamos dar uma revisada em cima do que está na bancada em montagem, ou aguardando a vez para uma retomada… 😉 Bem eis o que temos no cardápio :)

Kyushu J7W-1 “Shinden” – Beta teste para a Murphmodels, acredito que em breve devo terminar esse que é um dos mais curiosos aviões projetados durante a II Guerra Mundial.

10341520_10200907946499293_540162577037093022_n

Kyushu K11W1 “Shiragiku” – Modelo desenhado pelo meu amigo Ned Reif, bastante interessante, pois retrata um treinador japones da guerra raro de ser ver em escala, e por ter sido desenhado no Metasequoia, Pepakura, e finalizado no Inkscape

10389476_10200903523068710_6106765636495451069_n

Gloster Gladiator Mk II – Models by Marek (Repaint) – Outro que anda parado, mas espero em breve retomar é o Gloster Gladiator do Marek, eu o repintei no incomun esquema de três cores de camuflagem, usado efemeramente pela RAF em 1940, em um dos esquadrões da RAF que ainda  utilizavam o tipo durante a batalha da Inglaterra.

988457_10200743374065085_1700092330187231463_n

Aichi E11A1 “Laura” – Esse é novela, já se arrasta há alguns meses, mas espero terminar em breve, ando desmotivado em terminar a catapulta dele na 1/100 (a redução de um modelo da GPM na escala 1/33)

1185493_10200557312773669_1588771931_n

Consolidated P2Y Ranger –  Outro que em breve deve ser retomado, pois gosto muito desse avião, e o modelo é um semi scratch da minha autoria, como o B2M.

1558601_10200282571865318_427152353_n

Lord British – Fazia horas que não fazia nada na área do Sci-Fi, pois estou fazendo as quatro naves  do jogo de Playstation 1 Gradius Gaiden. A Jade Knight está feita já, e atualmente a Lord British está no meio do caminho. Em breve devo retomar.

1975132_10200683222801341_2410333428647707941_n

Outros modelos que encontram-se parados esperando a vez para serem finalizados (Mais de 50% do modelo concluso:

Ford Trimotor – Almirante Byrd – Fiddlers Green

Lioré et Olivier LeO-213 – Monseiur M

Tem várias outras coisas cortadas ou em vias de serem assuntos de bancada, mas tem pouca coisa para justificarem uma comunicação, vou deixar elas avançarem um pouco mais e aí sim posto aqui. 😉

Retrospectiva Modelista de 2013

Olá amigos!

Como de praxe no último dia do ano eu publico a retrospectiva modelista. 2013 foi um ano bom para o papel modelismo, espero que vocês se divirtam acompanhando a epopéia

OLYMPUS DIGITAL CAMERA IMG_1182 IMG_0183_zps7081f925 IMG_0008_zps8df7f8a7O link para visualizar a retrospectiva é esse aqui: Retrospectiva Modelista

 

Um feliz 2014!

Uma avis rara: Seversky SEV-3M WW na 1/100

O Seversky SEV-3M WW hidroavião de patrulha para rios da Força Aérea Colombiana na década de 30, que teve cinco ou seis exemplares desse avião, um dos antepassados do famoso P-47 Thunderbolt da II guerra mundial. O SEV3 em diferentes variantes é o antepassado do P-35/P-43 Este modelo é um kitbashing a partir do BT-8 do Der Kampfflieger usando peças de outros modelos da Fiddlers Green, basicamente flutuadores do Lockheed Sirius, e canopy do Grumman Duck.

Zoom in (real dimensions: 800 x 600)Imagem

Zoom in (real dimensions: 800 x 600)Imagem

Zoom in (real dimensions: 800 x 600)Imagem

Zoom in (real dimensions: 800 x 600)Imagem

Zoom in (real dimensions: 800 x 600)Imagem

Os Meus 100 Modelos 1/100 – Dia 9 – Nieuport 21E-1 (15 metros)

Os Modelos da Minha Coleção – Dia 9 –

Nieuport 21E1

O Nieuport 21 foi um dos muitos representantes da família Nie 17/27, esta subvariante foi desenhada por Gustave Delage em 1916, tinha basicamente a mesma estrutura do Nieuport 17, porém era equipado com um motor Clerget 9C menos potente e um cownling semi aberto semelhante ao do Nieuport 11/16. O Nie 21 foi desenhado basicamente como uma variante de treinamento avançado de caça, porém a premência por caças durante o ano de 1917 acabou por colocar essa subvariante na linha de frente. A Russia Imperial produziu esse modelo sob licença (porém com um motor Le Rohne de 110hp) bem mais potente através da fabrica DUX e usou até o fim do Czarismo, alguns exemplares foram usados depois na guerra civil russa e na guerra Soviético-Polonesa de 1920, os Americanos também compraram grandes quantidades do modelo que usaram na França para treinar os seus pilotos. Após a guerra foi uma aeronave muito utilizada para treinamento avançado e como aeronave civil privada. Uma das primeiras coisas que a Missão Militar Francesa apontou no seu relatório premilinar ao Ministério da Guerra em 1919 quando se instalou era a necessidade de organizar-se o poderio militar do exército, a marinha já tinha começado a se equipar com aeronaves desde 1916 e o exécito após os malogros com o uso do avião para fins militares na campanha do Contestado em 1913, não quisera saber muito dessa nova arma de guerra, até que a maré da I Guerra tornou claro que o avião era uma das armas do futuro invariavelmente. Os franceses, trouxeram entre diversos equipamentos, um lote de 20 aeronaves Nie21E1 para instrução, pois os tipos iniciais de combate da Av Militar eram o SPAD 7 e os Breguet XIV. Todas ficaram baseadas no Campo dos Afonsos na Escola de Aviação Militar. Por ocasião da eclosão da revolução de 1924 em São Paulo, todos os aparelhos foram deslocados para Mogi das Cruzes para combater os revoltosos. Lá foram adicionadas metralhadoras Vickers e um rudimentar porta bombas. Participaram os seguintes pilotos: Capitão Alzir Mendes Rodrigues Lima, 1º Tenentes Bento Ribeiro Carneiro Monteiro, Cícero Odilon Mafra Magalhães e Abelardo Servílio de Mesquita, 2º Tenentes Sylvio Canizares da Veiga, 1º Sargentos Luiz Aurélio de Godoy e Vasconcellos, Thomaz Menna Barreto Monclaro e Adalberto Coelho da Silva, 2º Sargento Manoel Antonio Machado, 3º Sargento Synval de Castro e Silva Filho; entre os observadores estavam o Capitão Amílcar Sérgio Velloso Pederneiras, 1º Tenente Vasco Alves Secco e 2º Tenente Aluno Altivo dos Santos Halfeld. Foram cumpridas 21 missões de observação, bombardeio e de ligação no período de 19 a 28 de julho. Sendo realizadas durante esse conflito 21 sortidas de ataque, reconhecimento, ligação e bombardeiro. Conhecido na Av. Militar como “Nieuport 15 Metros” por causa da área alar, após a revolução os Nie 21 ficaram em serviço até 1930. Uma réplica desse avião com componentes originais compõem o acervo do Museu Aeroespacial(MUSAL).

Dossiê Mikoyan Gurevich MiG-3

Bem amigos aqui está o post concentrador das informações da minha ultima montagem: O Mikoyan Gurevich MiG-3

Guia de Montagem:

http://www.clubedocanhao.com.br/blogs/blogdopericles/?page_id=4013

Galeria Build In:

http://www.clubedocanhao.com.br/blogs/blogdopericles/?p=4007

Galeria do Modelo Finalizado:

http://www.clubedocanhao.com.br/blogs/blogdopericles/?p=4009

O diário de montagem foi postado em diversos fóruns sendo componente em GB no Plastibrasil.org e como sempre no nosso querido Clube do Canhão:

http://www.clubedocanhao.com.br/forum3/viewtopic.php?f=49&t=4044

http://forum.plastibrasil.org/viewtopic.php?f=124&t=2567

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Mikoyan Gurevich MiG-3(Early) – Modelart – 1/100

Bem amigos e amigas, aqui está o meu MiG-3, da Modelart repintado no Corel Draw e reduzido da escala 1/32 para a 1/100. Esse modelo é fantástico e foi projetado pelo Dr. Emil Zarkov no início dos anos 2000, realmente é muito preciso  e com um grande número de detalhes que procurei reproduzir todos na 1/100, como o interior completo e todas as pequenas entradas de ar do motor Mikulin AM-35. Eu particularmente gostei muito dos resultados. O modelo representa a “Amarelo 1″ de um regimento de aviação desconhecido da VVS estacionado na Lituania durante o início da Operação Barbarossa em 1941.

Galeria Build In – Mikoyan Gurevich MiG-3 – Modelart – Escala 1/100

Amigos e amigas, ainda na linha soviética, apresento-lhes a montagem do meu repaint do excelente MiG-3 da Modelart, o modelo é na escala 1/32 e eu o reduzi para a escala 1/100. Como sempre o desafio foi manter todos os detalhes da escala original, na medida do possivel. Como laboratório, confesso que fiquei feliz com os resultados, certamente vai aparecer pelo menos mais um MiG-3, na escala mais aí pretendo deixar ele sólido, sem o cockpit.

Dossiê Martin 139WAN Escala 1/100 -Fiddlers Green / Pericles Studio Repaint

Bem meus amigos, cá estamos finalizando o ciclo de montagens das férias inserindo mais um modelo, desta vez uma das curiosas versões de exportação do Martin B-10, o Martin 139WAN, nas cores da Armada Argentina em 1939.

Como sempre os links para apreciação de voces:

Guia de Montagem:

http://www.clubedocanhao.com.br/blogs/blogdopericles/?page_id=3637

Galeria Build In:

http://www.clubedocanhao.com.br/blogs/blogdopericles/?p=3480

Galeria do modelo finalizado:

http://www.clubedocanhao.com.br/blogs/blogdopericles/?p=3524

Lembrando que esse é um modelo que eu fiz o repaint e este é autorizado, em breve (no dia 16 de março) ele estará disponível no folder do B-10 no editor Fiddlers Green.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Martin 139WAN escala 1/100 – Fiddlers Green / Péricles Papermodel Studio

Eis a galeria do último modelo que fiz nas minhas férias, o Martin 139Wan (versão de exportação do B-10) nas cores da Armada Argentina, repintura feita por mim no Photoshop.