Boeing F3B na escala 1/100

Bem amigos e amigas, estamos de volta  com mais um modelo finalizado, dessa vez é o clássico e colorido caça naval dos anos 20 e início dos 3, antecessor da famosa família do F4B/P-12, o Boeing F3B. Esse modelo originalmente na escala 1/48, foi me enviado para testar pelo amigo Roman Vasyliev (Der Kampfflieger) e acredito estar em venda em breve na Ecardmodels  em duas escalas (1/72 e 1/48) e no formato multi-livery. No site papermodelers.com voces acompanham a montagem completa

Boeing F3B

 

Nova Galeria Martin P4M1 Mercator

Mais uma aquisição para a minha coleção US Navy na escala 1/100, o grande avião de patrulha/ELINT Martin P4M Mercator, usado no auge da Guerra Fria pelos americanos para rastrear radares e dados dos comunas. Mais um grande (literalmente) modelo desenhado por Aaron Murphy da OddBall Productions em breve a venda na ecardmodels.com pois este é um beta teste montado por este seu criado.

Antologia da Aviação Naval Vol. 5 – North American FJ-1 Fury

Dando continuidade a nossa antologia  , e focando no momento em aeronaves raras e incomuns, vamos atacar dessa vez num assunto do imediato pós II Guerra Mundial, o primeiro caça a jato naval operacional da história, que curiosamente não é um Grumman, nas sim um produto da North American Aviation: O FJ-1 Fury.Zoom in (real dimensions: 800 x 590)Imagem

Os estudos para a construção de um caça a jato, baseado no famoso P-51 Mustang, começaram em 1943, o chamado “Jet Mustang”, deveria ter quatro pequenos tubojatos centrifugos Westinghouse no encastramento das asas, desses estudos que após muitas modificações acabaram derivando-se no XP-86 (o famoso Sabre) e no FJ-1. O USAAC permitiu a NA que empregasse no seu protótipo asas enflechadas, porém a Marinha não o permitiu no Fury, o resultado disso é que a Força Aérea dos EUA teve um dos mais notáveis aviões de combate dos anos 50 e a Marinha teve uma aeronave mediocre em todos os aspectos, inclusive perigosa para operar em porta-aviões.

Zoom in (real dimensions: 800 x 579)Imagem

A produção encomendada de 100 unidades, com o fim da guerra acabou sendo reduzida a construção de 30 aeronaves em 1947 que entraram em serviço no esquadrão VF-5A operando no USS Boxer por um curto período de tempo. Coube ao Fury a distinção de fazer o primeiro pouso e decolagem de um avião a jato operacional em um Porta-Aviões, além de partircipar na corrida aérea Bendix em 1948 e conseguir na categoria jatos os dois primeiros lugares. Tirando esses dois fatos, sua carreira foi curta na marinha, tendo sido encerrada em 1950 com o advento do Grumman F9F Phanter e o MD F2H Banshee, produzidos em larga escala.

Zoom in (real dimensions: 743 x 800)Imagem

Imagem

A semelhança com o Mustang é evidente, nas asas que são identicas e no canopy…

O modelo:

O Fj-1 Escolhido é do editor Fiddlers Green e foi projetado pelo genial Rob Carleen, não tem formers mas é bem preciso, ofertando ao final um modelo bem interessante. Os únicos extras, foram a adição da antena de rádio e obviamente a redução do modelo para a 1/100 (ele estava na escala WSAN padrão da FG)

Até o próximo aporte da Antologia!

Antologia da Aviação Naval Vol.4 – Douglas F5D-1 Skylancer

Continuando com a nossa antologia, vamos nesse quarto volume, mostrar um belo avião, desenvolvido para a Marinha dos EUA nos anos 50, como um segundo desenvolvimento do clássico Douglas F4D Skyray, na função de caça supersônico de defesa da frota, falamos dessa vez do incomum Douglas F5D Skylancer, que acabou não sendo produzido em massa.

O Avião:

O Skylancer surgiu na segunda metade dos anos 50, originalmente como um desenvolvimento avançado do Douglas Skyray, a intenção era criar uma aeronave supersônica que corrigisse as falhas do F4D, aproveitando as suas melhores características de vôo. Por essa época a Marinha dos EUA estava buscando um caça supersônico de superioridade aérea para a defesa da Frota, e estabeleceu uma concorrência para isso.

Apesar de promissor, o F5D perdeu a concorrência que a Marinha estabeleceu, para o Vought F8U Crusader, detentor de características avançadas de vôo, com uma asa pivotada variando o ângulo de incidência para uma melhor aproximação no pouso em porta-aviões.

Assim as cinco aeronaves de pré-serie continuaram servindo a vários programas de teste da Marinha dos EUA até serem transferidas para a NASA nos anos 60, que as utilizou em pesquisas supersônicas e no programa Dyna-SOAR, o envelope dimensional do F5D era muito semelhante a desse STS, e nessa função o F5D simulava as situações de reentrada da nave na Atmosfera em missões abortadas ou em situações de emergência.

Na NASA os F5D foram usados até meados dos anos 70, quando foram finalmente aposentados.

General characteristics

Crew: 1
Length: 53 ft 9¾ in (16.40 m)
Wingspan: 33 ft 6 in (10.21 m)
Height: 14 ft 10 in (4.52 m)
Wing area: 557 ft² (51.7 m²)
Empty weight: 17,444 lb (7,912 kg)
Loaded weight: 24,445 lb (11,088 kg)
Max. takeoff weight: 28,072 lb (12,733 kg)
Powerplant: 1 × Pratt & Whitney J57-P-8 turbojet
Dry thrust: 10,200 lbf (45 kN)
Thrust with afterburner: 16,000 lbf (71 kN)

Performance

Maximum speed: 990 mph (860 kn, 1,590 km/h, Mach 1.48)
Range: 1,335 mi (1,160 nmi, 2,148 km)
Service ceiling: 57,500 ft (17,500 m)
Rate of climb: 20,730 ft/min (105.3 m/s)
Wing loading: 43.9 lb/ft² (214 kg/m²)
Thrust/weight: 0.65

Armament

Guns: 4 × 20 mm (0.79 in) cannon
Rockets: 72 × 2 in (51 mm) rockets
Missiles:
4 × AIM-9 Sidewinder or
2 × AIM-7B Sparrow

O Modelo:

Este extremamente interessante modelo vem do Stahlhart Papercraft, e acreditem meus amigos, ele é gratuito, foi acho que o primeiro modelo que Chris Stahl liberou para download, ele criou um tipo de modelo baseado nos kits da Fiddlers Green, mas com muitos melhoramentos, e excelentes texturas, tornando uma réplica muito convincente. O modelo originalmente está na escala 1/60 (WSAM), mas apenas reduzi para a 1/100 e aí foi só alegria.

O meu modelo representa uma das máquinas da NASA utilizadas no programa Dyna SOAR, esse exemplar em particular foi pilotado por Neil Armstrong (o primeiro homem a pisar na Lua em 1969).

Um Fresquinho da Bancada: Um brutamonte da US. Navy: North American AJ-2 Savage

Bem amigos! Mais um modelo finalizado, em fevereiro e março o ritmo de montagem deu uma baixada, mas estamos aqui com novidades, dessa vez o modelo 1/100 da vez não é minusculo, pois trata-se do grande bombardeiro naval AJ-2 Savage, operado pela Marinha dos EUA nos anos 50 e 60.

O modelo é do meu grande amigo Aaron Murphy e foi montado para o concurso Oddballrama Contest, promovido pela comunidade Papermodelers.

Para quem quiser acompanhar o PaP dessa montagem no fórum do Clube do Canhão tem todos os detalhes para vocês. Divirtam-se

Ah o modelo está a venda na ecardmodels.

Em breve teremos um artigo na Antologia da Aviação Naval sobre esse bichão. Até lá!

Antologia da Aviação Naval Vol 1 – Brewster SB2A Bucanner

O primeiro volume desse nosso SIG (Special Interest Group – Grupo de Interesse Pessoal) de um homem só ;), é uma aeronave das mais obscuras utilizadas pela US Navy (a Marinha Norte Americana) durante os anos da II Guerra Mundial (1919 – 1939).

O Avião:

Falo do Brewster SB2A Bucanner, um bombardeiro de mergulho embarcado produzido pela Companhia Brewster.

A Brewster ficou famosa por causa da sua contra-parte em forma de caça o F2A Bufallo, que foi o primeiro monoplano de caça moderno da Navy, e que lutou com distinção junto a Força Aérea Finlandesa contra os russos. (Apesar deste avião ter sido um fracasso junto aos aliados ocidentais, no PTO (Pacific Theatre of Operations – Teatro de Operações do Pacífico) nos estágios iniciais da Guerra no Pacífico).

Assim esse tradicional fabricante de carros de luxo nos EUA, que se meteu a fabricar aviões na primeira metade da década de 30 ganhou para a surpresa de todos dois contratos: um para desenvolver o Bufallo e o outro para desenvolver um bombardeiro naval de mergulho que pudesse ser embarcado. Desse segundo requerimento, nasce o Brewster Sb2A.

O modelo tinha muitas características de design semelhantes ao F2A, embora fosse um avião grande para a época, maior que o TBD-1 e o SBD-3, contemporâneos.

Porém o fraco desempenho do SB2A fez com que a Marinha o relegasse para treinamento avançado de bombardeiro de mergulho. Menos efetivos ainda foram o Brewster Bermuda (Versão Britânica) repassados pela Lei de Empréstimo e Arrendamento (Lend Lease) para os Ingleses que os usaram para rebocar alvos e treinamento.

Um pouco mais de 700 SB2A foram produzidos de 1939 a 1941.

O Modelo:

O meu SB2A é um kit produzido pelo editor Fiddlers Green, tradicional “fabricante” de modelos de papel na forma digital. O modelo foi desenhado por Rob Carleen, veterano da USN que irônicamente trabalhou no restauro do SB2A real do Museu Naval de Pensacola. Apesar de ser um modelo simples originalmente na escala 1/60 (WSAM) ele por conta das texturas e da engenharia de montagem representa muito bem o avião (apesar de ter sido feito totalmente a mão sem programas 3D).

O modelo foi feito em um par de dias, e considero uma adição interessante para  a minha coleção de aeronaves da US Navy na escala 1/100.

Links interessantes:

http://en.wikipedia.org/wiki/Brewster_SB2A_Buccaneer

http://www.aviastar.org/air/usa/brewster_buccaneer.php

Link para aquisição do Modelo:

http://www.fiddlersgreen.net/models/aircraft/Brewster-Buccaneer.html

Este modelo foi premiado no concurso Fiddlers Green Modelling Madness, promovido pelo site papermodelers.com na categoria Improved Stock.

Galeria: North American FJ-1 Fury

Mais um modelo finalizado, para a minha coleção da US Navy na 1/100, dessa vez vamos com o incomun North American FJ-1 Fury, o “Sabre” de asas retas, operado como um dos primeiros caças embarcados pela US Navy. Esse magnifico design foi projetado pelo amigo Rob Carleen e está disponível para venda na Fiddlers Green.

Escrevi uma pequena matéria sobre esse avião que pode ser visualizada aqui, além da galeria para o deleite de vocês.

Até a próxima!

Grumman Windgeon 1/100 meu 2º modelo de 2012

Novo modelo finalizado:

Grumman G44 Windgeon. Bem amigos, esse pequeno aerobote foi desenhado antes da II guerra mundial para o mercado civil norte-americano, como um pequeno anfíbio para pousar em lagos e lagunas, teve uma grande produção, sendo usado no tempo de guerra pela Guarda Costeira e pela Marinha Norte-Americana.

Após a guerra foi muito usado por diversos operadores civis e militares.

O modelo é um beta teste da Oddball Productions, e estará em breve disponível para venda na Ecardmodels.com, recomendo a aquisição.

O assunto é um exemplar com matrícula civil norte americana nos anos 50, atualmente esse mesmo avião encontra-se em um museu na França.

Até a próxima gurizada!

Avis Rara – Brewster SB2A Bucanner

Bem amigos mais uma reportagem, o Brewster SB2A Bucanner, um obscuro bombardeiro de mergulho da Marinha Americana da II Guerra Mundial, que nunca foi usado em combate.

Voces podem acessar no menu correspondente ou aqui, boa leitura…