Vultee V-1 “Bombardero” – Scissors and Planes 1/100

VulteeV-1Spainnr18-7salfotoAeron-1

Esse avião tem uma história engraçada; Ele foi desenvolvido inicialmente para o mercado comercial de rotas aéreas domésticas nos Estados Unidos, sendo ao tempo da sua introdução (1935) um dos mais avançados aviões de transporte do Mundo, sendo mais veloz que muitos caças e bombardeiros militares, tendo como características hélices de passo variável, revestimento metálico trabalhante, equipamento completo de rádio navegação. No entanto seu pequeno tamanho, o advento de aeronaves como o Boeing 247 e o DC-2, retiraram o V-1 do Mercado, que foi operado brevemente pela American Airlines e outros operadores menores. Um desenvolvimento do V-1 para fins militares gerou o bombardeiro de ataque Vultee V-11 que foi operado pela Aviação Militar e pela FAB nos anos 40. Na Europa o único operador do Vultee V-1 foi a LAPE que ao eclodir a guerra civil espanhola em 1936, fez com que os republicanos as confiscassem e com mais máquinas que foram compradas de diversas origens formassem uma força de 15 V-1 que foram convertidos em bombardeiros táticos, por conta de sua velocidade. Nesta função foram ineficazes pela ausência de um porta-bombas e de uma mira adequada. A partir de 1937 os republicanos os transformaram em avião de ligação.

va-v1a-01-cr-12
Modelo da Sicssors and Planes que teve várias modificações e customizações para representar o V-1 dos repulbicanos. Entre elas a adoção de formers internos, detalhes externos como metralhadora, antenas, volume no motor.

Os Meus 100 Modelos 1/100 – Dia 10 – Vultee A-31 Vengeance

O A-31 foi desenvolvido pela Vultee para a Força Aérea do Exército dos Estados Unidos, a partir do sucesso do Junkers Ju-87 Stuka nas operações da Luftwaffe contra as Nações da Europa Ocidental. O conceito de bombardeiro de mergulho sem proteção aérea acabou caindo por terra com o avançar da II Guerra Mundial, mas ainda Assim o A-31 foi utilizado em larga escala pela Real Força Aérea Australiana, pela RAF e pela FAB durante a II Guerra. Ao contrário do Ju-87 o A-31 era um avião pesado e volumoso que concentrava toda a sua carga de bombas em um bomb-bay. Sua curiosa asa foi projetada para mergulhos agudos, embora na maioria das vezes no PTO a RAF e RAAF usavam o A-31 como bombardeiro tático de nível.

Vultee V-72 (A-31 Vengeance) – RAAF (1943) 1/100

Bom dia povo! Mostrando mais algumas adições da minha coleção 1/100, hoje vamos com um avião que gosto muito, o Vultee V-72 (A-31) Vengeance, o “Stuka” Norte-Americano. O V-72 foi usado pela FAB também durante a II Guerra Mundial. Aqui apresentamos um A-31 nas cores da RAAF durante a metade da II Guerra Mundial. O kit é excelente, desenhado pelo renomado Roman Vasyliev (Der Kampfflieger). O modelo pode ser adquirido na ecardmodels.com.

Mais um Artigo, dessa vez da nossa Aviação Militar

Bem amigos e amigas, me despedindo das férias, posto mais um artigo, dessa vez falo sobre o Vultee V-11GB (conhecido vulgarmente como Vultizão), um dos aviões de combate mais modernos a operar na América Latina no final dos anos 30 e peça importante na história da nossa aviação militar. Como de praxe além do artigo vocês tem a minha montagem sobre o tema, e ainda um link para download do modelo (que é gratuito), então boa leitura e boa montagem. O artigo pode ser visitado aqui, ou então no menu Aviação Brasileira Civil e Militar em Papel.